O que o brasileiro faz nas redes sociais?

Em diversas pesquisas, os brasileiros aparecem entre as primeiras posições quando se trata em utilizar as redes sociais. Mas o que será que os os internautas do país tanto fazem nestas plataformas? O estudo realizado pela Nielsen em sete países da América Latina e divulgado esta semana buscou justamente esta resposta. Os dados são bem interessantes…

De acordo com a pesquisa, falar com os familiares é uma das atividades mais frequentes dos internautas do Brasil nas mídias de relacionamento (28% afirmam manter contato com pessoas da família pelas redes diversas vezes ao dia). Outros 24% dizem buscar, frequentemente ao longo do dia, entretenimento, fator que aparece em segundo lugar na preferência dos usuários. Na sequência está fazer novas amizades, com 20%, e conectar-se a contatos profissionais, com 19%.

Quanto às experiências mais compartilhadas pelos brasileiros nas redes sociais, a pesquisa apontou que 40% dos entrevistados tratam de assuntos relacionados a entretenimento. A categoria de eletrodomésticos ficou no segundo lugar, com 33% das menções. Já na terceira posição, experiências relacionadas com viagens e lazer foram citadas por 28% das pessoas.

Procurar saber muitas vezes ao dia sobre marcas, produtos e serviços nas redes, é costume de apenas 16% das pessoas.  E, por incrível que pareça, as reclamações sobre empresas ainda não são feitas com tanta frequência. Entre os entrevistados, somente 11% afirmaram que costumam utilizar as plataformas diariamente para este fim e para procurar incentivos financeiros, como cupons e promoções.

E se você já tinha percebido que é cada vez maior o número de pessoas que comentam no Facebook e no Twitter o que estão vendo na televisão, não estava enganado. O levantamento aponta que 56% dos brasileiros fazem as duas coisas ao mesmo tempo. Na América Latina, estamos entre os que mais assistem TV enquanto interagem em redes sociais, atrás apenas dos chilenos, com 58% deles dizendo fazer isso.

No Brasil, o computador ainda é o aparelho mais utilizado para acessar as redes sociais, mas a influência de celulares está aumentando. Segundo o levantamento da Nielsen, 96% dos internautas do país utilizam o computador para acessar as redes, enquanto 34% afirmaram também utilizar o celular e 6% o tablet.

A pesquisa foi aplicada no primeiro trimestre de 2012 no Chile, Brasil, Colômbia, Venezuela, Peru, México e Argentina com amostra de 3.526 consumidores. A média de entrevistas em cada um dos países foi de 500 pessoas.