A influência do design no posicionamento da marca

Há poucas semanas, o “mundo da internet” entrou em discussão sobre a morte do Skeumorfismo e o renascimento do Flat Design. Tudo isso devido ao lançamento do novo sistema operacional da Apple, o iOS 7, que após 6 anos, mudou o estilo de sua interface gráfica.

Applemaníacos vs. Haters

Grande parte dos entusiastas e apaixonados pela Maçã defenderam fielmente a mudança enquanto haters despejaram críticas negativas e nada construtivas a respeito de tamanha ousadia. É evidente que a aposta em Flat Design, um estilo que busca leveza e a utilização de formas simples e bem definidas, ao contrário do skeumorfismo que busca “imitar” objetos reais no meio digital, utilizando sombras e texturas, por exemplo, é coerente e segue uma tendência natural.

Os smartphones estão evoluindo e já existe uma geração de pessoas que nasceram com esses gadgets nas mãos, diferente de nós, últimos exemplares do milênio, que tivemos acesso à internet há mais ou menos 15 anos.

Mas, discussões sobre o certo ou errado à parte, a grande questão é: a repercussão gerada pela mudança da Apple. Não é de hoje que o Flat Design vem se tornando tendência no meio digital. Marcas como Microsoft e Google têm realizado mudanças sutis ou até totalmente consideráveis, com o Windows 8, que remodelou completamente a interface do usuário. No entanto, essas mudanças não desencadearam tanta repercussão e em alguns casos passaram até despercebidas por leigos e alguns profissionais das áreas de comunicação.

Design influente

Antes mesmo do lançamento do iOS 7, já se discutia sobre a morte do Skeumorfismo e o renascimento do Flat Design. O mais impressionante foi a correria e agilidade com que empresas do ramo de tecnologia se “adaptaram” para seguir o novo padrão utilizado pela Apple.

Apenas algumas horas após o lançamento do novo iOS inúmeros desenvolvedores lançaram seus aplicativos redesenhados seguindo o padrão flat, algo inédito até então. O mais interessante é que não foram apenas pequenos desenvolvedores. As grandes marcas, até mesmo concorrentes diretos da Apple, aderiram ao novo visual como Google, Facebook e Instagram.

E esse interesse de grandes marcas do seguimento de tecnologia correrem para se adaptar ao novo padrão Apple, evidência o excelente posicionamento da marca no mercado. Além de possuir um público extremamente fiel e conquistar cada vez mais novos usuários, a marca criada por Steve Jobs e Steve Wozniak em 1976, ainda influencia outras marcas e seus próprios concorrentes a se adaptarem a um novo padrão de design.

E esses fatores marcam o grande trabalho de branding da Apple, que contribuiu para levá-la ao posto de empresa mais valiosa do mundo, ultrapassando Google e até mesmo a Coca-Cola. Uma gestão de marca eficiente que envolve usuários e todo mercado de tecnologia.

Texto por Thiago Gonçalves